Mamãe em dose dupla

019210093001
         
          Está vendo essas duas moças aí da foto?? Poderiam dizer que são amigas, que são irmãs (talvez adotivas pq tem biotipos diferentes), poderiam ser primas, ou apenas modelos para uma bonita foto. Mas, não são!
Nesse barrigão estão duas pequenas criaturas, futuros pioneiros. Serão os primeiros filhos de duas mamães aqui no Brasil. O caso que repercutiu bastante na semana passada foi notícia em vários meios de informação e fechou a semana como a reportagem mais lida no site da revista Época, que também publicou a matéria na revista impressa. A polêmica acontece com tudo o que é novo, inesperado, científico e que mexe com alicerces da sociedade primitiva. Esse caso reúne todas essas características. Mas o elemento mais importante nessa história toda é um sentimento puro, muitas vezes questionado.
          Elas são lésbicas, Adriana (a que tem o barrigão) está grávida de Munira (a que beija, com todo seu amor, os futuros filhos) e se AMAM.
          Simples assim, e muitíssimo complicado também… os bebês, uma menina e um menino, são frutos de uma fertilização de um doador anônimo nos óvulos de Munira, inseridos no útero de Adriana para serem gerados. Essa gestação faz de Adriana a mãe biológica, já que será ela quem irá parir as crianças, mas no DNA dos bebês estará a genética de Munira, assim, as duas serão mães “de verdade”.
          Contrariando natureza, religiões, sociedade e leis, essas duas mulheres vão a favor de seus sonhos de uma família, de seus sentimentos de amor e de suas vontades de serem mães.
          Muitos criticam a situação, dizem que é errado e que isso não deveria acontecer. Respeito. Mas discordo. Em pleno século XXI, quando pessoas são imensamente ajudadas pela ciência e pela tecnologia para viverem mais felizes, pq duas mulheres não podem também viverem mais felizes??
          Polêmicas a parte, Munira e Adriana esperam sair do hospital com as certidões de nascimento constando os dois nomes na filiação, caso contrário, Munira teria que iniciar um processo de adoção, para adotar os bebês que tem o seu DNA. Se a lei permitirá, ainda não se sabe. Se permitir, será um grande avanço em uma das causas homossexuais mais discutidas atualmente, se não, será mais um obstáculo a ser ultrapassado, não apenas para duas pessoas, mas para uma grande e crescente comunidade que não tem medo de ser feliz!!
post by Laraue Motta

8 Respostas

  1. Booooa.

    Chupem essa manga, porcos preconceituosos.

    E viva la revolución.

  2. hahahaha adorei!
    linda a historia, é tem que ter bastante coragem nessa sociedade que se diz moderna.

  3. As duas moças estão mais do que certas, é um absurdo num mundo tão “globalizado” ainda existir esse tipo de preconceito, espero que a nossa justiça, tenha o bom senso de colocar no RG da criança as duas mães sem nenhum tipo de restrição, dessa forma a comunidade citada no texto, terá um obstáculo a menos em sua longa caminhada.

    Abraços

  4. Acredito que só com atitudes corajosas assim, as minorias vão conseguindo não só mais espaço, mas também mais respeito nessa sociedade que ainda é muito hipócrita e preconceituosa.

    linda a historia [2]

  5. Continuo não entendendo pessoas que comparam homossexualismo à racismo. Discriminação racial é inadimissível , mas ir contra as leis da natureza não dá né?
    ” …E Deus criou Eva & Eva? Não, não, isso não é preconceito, é entendimento!

  6. ai gente, até voltei a pensar na possibilidade de ter filhos, for real. eu já havia optado pela adoção, mas agora, quem sabe.

    ps: adorei o blog

    • Valeu, jen!

  7. […] Um dos posts de maior sucesso até agora aqui no Leitura foi o que falava sobre a história das duas moças lésbicas que queriam ser mães e fizeram uma inseminação no útero de uma delas, com os óvulos da outra, […]

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: